terça-feira, setembro 16, 2008

Fim de Semana Cheio

Sobre esse final de semana, eu poderia dizer muitas coisas, pois muitas foram as que aconteceram.

Poderia iniciar com a sexta, com uma dupla sessão de cinema, que abriu com o perturbador Ensaio Sobre a Cegueira (eu PRECISO ler o livro) e fechou com o curta Dossiê Rê Bordosa (hilário).

No sábado, pude comparecer ao evento capitaneado pelo Randall e que, apesar de atrasado, pude rever amigos queridos que são encontrados em raros momentos.

Passado algumas horas, poderia também gastar linhas e linhas para comentar sobre o show do Bresser no Sattva, o primeiro depois de um ano e o primeiro com o Mariel na bateria, e discorrer sobre o quão legal foi encontrar muitas pessoas amigas dentre o público que lotou (sim, lotou) o local, que elas gostaram do nosso show em nosso novo formato alegrinho, que o álcool foi responsável por momentos bizarros como a dança do quadrado e um blackout mental total a partir da antepenúltima canção.

Poderia então falar sobre o domingo passado em casa, convivendo com uma ressaca menor que a esperada, mas suficiente para me derrubar e me fazer sentir quebrado até agora.

Passaria então pela excelente vitória do Verdão contra um adversário direto em pleno Mineirão, nos colocando no rumo certo ao título brasileiro e terminaria com a notícia que eu vou ao show do REM.

Mas na verdade eu poderia resumir dizendo que em todos estes momentos eu tive a companhia da mais incrível pessoa que eu poderia ter conhecido, uma pessoa que está sempre ao meu lado, me acompanhando, me amparando, me apoiando e, principalmente, me amando. E que, para ela, eu invadiria o palco do REM para pedir que eles tocassem At My Most Beautiful, só para ver o sorriso que iria se abrir no seu rosto, e guardaria esse sorriso para sempre comigo.

4 comentários:

Mary Jo disse...

Ai que lindooooooo! Acho que eu morreria se o Roger subisse no palco e Michael Stipe cantasse essa música pra mim. haha Morreria NO MÍNIMO! *rs E repito, o show foi muuuito divertido, adorei, beijos!

Michel Simões disse...

Mandou bem no palco e principalmente no post... só não tirem mais a camiseta hehe

Alê disse...

Nossa! Lágrimas nos olhos. O que eu posso dizer depois disso?
Amor, você nem precisa subir ao palco, porque só de você demonstrar essa intenção nesse post lindo eu já me desmanchei aqui.
Eu te amo, apesar de você estar virando um adepto do strip tease.
(Tá, eu não podia deixar de dar uma zoadinha).

Daia disse...

AH, AGORA TEM QUE SUBIR!!!!